20 de outubro de 2010

Vult - Batom nº 18

Quando se trata de maquiagem, eu sempre optei pelo olhão tudo. Adoro carregar na sombra, no delineador, no iluminador, no rímel (fico muito mais à vontade falando "rímel" do que "máscara"). Sendo assim, a boca sempre fica de coadjuvante na produção. Eu acabo usando sempre um batom cor de boca, em todas as suas variações.

Toda vez que passo numa loja de cosméticos, fico um tempão nos mostruários de batons, provando todas as cores na minha pele. E, por mais que eu ache todas lindas, a minha escolha é um neutrinho de novo.

Pra não sair da rotina, passei na loja da Rede dos Cosméticos do Núcleo Bandeirante. Olhei e olhei o display dos batons matte da Vult. Cada um mais lindo que o outro. Mas não teve jeito: eu me virei para os provadores da linha regular e escolhi:

- Batom Vult - Cor 18 (R$ 5,95)




A cor é uma gracinha - um rosa pálido cintilante, que combinou perfeitamente com a minha pele. Só achei um pouquinho "duro" de passar, porque tô acostumada com batons hidratantes, bem mais macios. Mas, pelo precinho, tá ótimo.

Num misto com luz x sem luz: swatch na pele...

... e na boca.

Note to myself: um dia, terei a cara e a coragem de usar um batom matte vermelho. Mas ainda não.

7 comentários:

Mariane disse...

A cor é uma graça mesmo! Muito linda!
Eu sempre acabo ficando com o olhão também hahah e acabo colocando um batom mais neutro também, pra não ficar muita informação né? hahah
Beeeijos!

http://dicasparatodas.blogspot.com/

ReMoTa disse...

Exatamente, Mari!

Eu gosto de carregar no olhão. Até porque meu olho minúsculo precisa de um pouco de atenção, tadinho... hahahaha!

Beijinho!

Andrea disse...

Eu também sempre acabo aderindo aos batons cor de boca, adoro destacar os olhos e aí a boca no tom neutro fica sempre melhor!! Adorei a cor!!!

ReMoTa disse...

Acho que é "mal" de japa, Andrea! Rs... mas fica tão mais lindo, né?

Beijinho!!!

Deborinha disse...

Também faço isso, mas ainda quero aprender a fazer um olhão esfumado, só passo delineador, curvex e rímel (o que não adianta muito, pois tenho pouquíssimos cílios) e eyeliner metálicos de cores cheguei, tipo verde, azul e lilás.
Aí, na boca, vai sempre um rosa mate ou cintilante discreto e pronto.
E no rosto, um pouco de bronzer.

Deborinha disse...

Taí, agora pensei num post legal! Seria muito bacana se fizesse um passo a passo de um olhão esfumado já que tu tb é japa, o que acha? E divulgar bastante, prometo divulgar no meu blog, pelo menos, acho que falta no mercado aí, makes legais para orientais.
Ou pode começar com makes mais básicas, depois evoluir para as mais complicadinhas.

ReMoTa disse...

Oi, Deborinha!

Adorei a ideia do make... vou até tentar, mas te confesso que eu não sou muito boa nisso, não.

Apesar de AMAR maquiagem, eu não sei fazer muita coisa diferente. Aliás, um dos gastos que eu tô de olho é um curso de automaquiagem.

O problema é que eu queria um curso mais voltado para nós, sabe? Porque, dependendo da etnia, muda a forma de se maquiar. Mudam até os produtos, em alguns casos. E, aqui em Brasília, ainda não encontrei nenhum curso com alguma japa.

Dia desses eu vi em algum blog (não adianta, eu NUNCA lembro onde eu li!!!) que, em São Paulo, estavam abertas inscrições para um curso desses, com foco nas japas. Fiquei com invejinha rosa por não morar perto nem ter viagem marcada praí... rs!